image14

UMA HISTÓRIA RECONHECIDA

Os documentos descobertos no livro de registros do cemitério municipal de Curitiba, no livro de óbitos da Igreja Matriz e no antigo cartório da Colônia Argelina, mostram que o Pirata Zulmiro viveu em Curitiba e morreu aos 90 anos, em 24 de agosto de 1889.


A história foi oficializada pelo prefeito de Curitiba Rafael Greca, em uma cerimônia no Memorial da Cidade, com o pesquisador Marcos Juliano fantasiado de Pirata para comemorar a lenda que se tornou história.


Clique nas reportagens para ver a matéria completa:


Gazeta do Povo

Tribuna do Paraná

image15

Compre o livro no site das Livrarias Curitiba